Vídeo:Babá é flagrada agredindo menina de 3 anos. “Estou em choque depois de ver as imagens na câmera”, conta a mãe

Quem tem crianças, precisa de ter o máximo cuidado, com quem mete para cuidar. Nem tudo que reluz é outro.

As autoridades, iniciaram um inquérito para saber as causas que motivaram às agressões em Mirassol(SP). Na versão dos fatos, a mulher conta que ficou nervosa com a criança, porque estava sendo vítima de pirraças.

A família teria colocado uma câmera de segurança, num dos cômodos onde a mulher que cuidava da criança de 3 anos. Na sua própria casa, as câmeras flagraram a mulher agredindo a menina.

PUBLICIDADE

A queixa foi apresentada no bairro Nossa Senhora Aparecida, em Mirassol (SP). No mesmo vídeo, é visível ver que a vítima sentada sobre um colchão e a cuidadora entrando no cômodo. Ao entrar ela se aproxima e dá um tapa em um dos braços da criança.

De imediato, a menina começa aos gritos, e fica ali deitada por alguns segundos. A mulher volta ao quarto na posse de um chinelo em uma das mãos e dá sinais que tenta sufocar a menina com ajuda de um pano.

PUBLICIDADE

Logo a seguir, a mulher fecha a porta do quarto. Mas volta coloca as mãos sobre a menina e leva para outro cômodo. A mãe da menina, confirmou que a mulher, de 30 anos que estava a cuidar da filha, foi acolhida pela família, após perder o emprego, e também estava responsável de cuidar da filha.

Confira o vídeo:

A família, se apercebeu que a menina, iniciou com algumas atitudes fora do comum, que de imediato levou a suspeitar da mulher, e por isso decidiu instalar uma câmera de segurança, no quarto para saber o que se estava a passar.

“Eu logo que iniciei a rodar as imagens gravadas pela câmera, e dei de cara com os fatos, que a minha filha estava sendo vítima de agressões. Nós queremos que a Justiça tome medidas, por tudo que foi feito com a minha filha”, conta a mãe.

De imediato, a policia abriu um processo nesta terça-feira para apurar o caso. A mulher que aparece nas imagens da câmera de segurança, esteve presente na delegacia, para prestar declarações ao delegado de plantão.

Segundo a queixa registrada, ela conta que “alguns dias acabou por se enervar com a criança, porque ela estava a fazer pirraças, e por isso acabou pegando mais pesado e desferindo com algumas chineladas”.

A acusada conta conta ainda que “a criança chorava muito alto, e por isso tentou algumas vezes tapar a boca dela”.

 

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!