Vítima reage a assalto e espanca ladrão e ainda quebra a arma falsa na cabeça do marginal

o jovem reagiu ao perceber que a arma era de brinquedo.

O suspeito foi identificado como Ronaldo de Souza Mota de 44 anos e se deu muito mal em uma tentativa de assalto, isso porque a vítima reagiu depois que percebeu que a arma de fogo que o bandido usava para cometer o crime era na verdade uma arma falsa.

Nesse momento a vítima partiu para cima do assaltante com socos e chutes, ao entrar em luta corporal com o bandido, a vítima chegou a quebrar a arma “Fake” na cabeça do ladrão.

PUBLICIDADE

O caso aconteceu no bairro Camargos na região Oeste de Belo Horizonte, câmeras de segurança flagraram o momento em que o bandido chega e tenta abordar o jovem de 21 anos.

Ao perceber que o revólver que o bandido usava era uma arma de brinquedo muito parecida com o revólver de verdade, ele então reagiu atacando o assaltante que caiu e recebeu vários golpes na cabeça, inclusive com a arma falsa. O jovem estaria a caminho da faculdade quando foi abordado pelo assaltante que anunciou o assalto.

PUBLICIDADE

No momento que o assaltante caiu ao chão o jovem pegou o celular e filmou tudo. As imagens circularam pelas redes sociais: “É isso aqui que nós faz com bandidos aqui no Camargos.
Tá pensando o quê? vai roubar? Vem com réplica para o meu lado aqui e vai tomar é toda hora. Aqui não tem bobo não”, disse o jovem.

A polícia foi chamada e o assaltante foi levado primeiro para Unidade do Pronto Atendimento em Contagem para receber os cuidados médicos e depois foi encaminhado pela Polícia Militar o rapaz que reagiu ao assalto sofreu apenas um corte em sua mão direita e não precisou de atendimento médico.

Vale lembrar que a recomendação em momentos de assaltos é não reagir, pois pode acabar mal, muitas pessoas já perderam a vida em situações como essa, portanto não reagir é a melhor reação.

No caso o rapaz só reagiu ao perceber que o revólver que o bandido portava era na verdade uma arma de brinquedo que não representava perigo algum, mas mesmo assim ele correu riscos, pois o marginal poderia ter uma faca escondida.

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]